6 formas excelentes para atrair mais clientes

Ser responsável pelas vendas é uma tarefa bastante desafiadora. Em épocas de mercado arredio, então, essa missão parece ficar um pouco mais complicada, e dúvidas sobre como atrair clientes de forma eficiente acaba surgindo na cabeça dos gestores.

Para te ajudar nessa tarefa, listamos abaixo algumas excelentes dicas que funcionam para você atrair mais clientes e manter seu negócio a todo vapor. Confira!

1. Conheça bem o seu cliente

Antes de qualquer coisa, para trazer mais clientes para a sua empresa é preciso saber exatamente qual é o perfil do seu consumidor. Antigamente, falava-se muito em público-alvo, que era aquela definição vaga do consumidor identificado por uma faixa etária, uma classe social e um tipo de gênero.

Para conseguir chegar mais perto do seu cliente, porém, é preciso abandonar esse conceito e buscar um que defina, com precisão, o seu consumidor ideal.

Hoje, o mercado trabalha com o conceito de persona: a ideia aqui é basicamente criar um perfil bem detalhado do seu cliente, atribuindo a ele qualidades específicas como nome, ocupação, situação familiar, desejos, etnia, hábitos e preferências, entre outros aspectos.

Dessa maneira, fica muito mais fácil entender o comportamento de compra do consumidor para, a partir desse ponto, traçar um planejamento de vendas e de marketing mais focado naqueles que realmente têm chances de fechar negócio com você.

2. Assuma sua posição no mercado

Uma vez entendida e absorvida a identidade do seu cliente, é preciso ter certeza que a sua marca está com o posicionamento correto. O primeiro passo para isso, portanto, é conferir se a roupagem do seu negócio está adequada à persona do seu cliente.

Se você estiver falando uma língua diferente da dele, com uma identidade visual que não permite conexão ou tem um modelo de negócio que não está em harmonia com o que o seu cliente precisa, é necessário mudar.

Aqui, a palavra de ordem é identificação: seu cliente precisa conseguir se sentir confortável e próximo ao seu negócio. Do contrário, ele vai passar direto em busca de outras opções.

3. Marque presença online

Se o seu negócio tiver uma loja virtual, ótimo: comodidade e praticidade são boas ferramentas de vendas. De toda forma, mesmo não tendo um e-commerce em funcionamento, é mais do que necessário que o seu negócio esteja online e provoque interações com seus clientes.

Com base no estudo do seu público, você poderá descobrir em quais canais e redes sociais ele transita. Dessas opções, avalie as que fazem sentido para a sua empresa e, junto com ao seu time de Marketing, estruture como será a sua participação nesses ambientes.

Crie promoções atraentes, conteúdos relevantes e divulgue tudo com uma frequência pré-estabelecida. O objetivo é manter um diálogo com seus atuais e futuros clientes, sempre focando em criar uma interatividade relevante e agradável. Lembre-se de nunca ser cansativo ou repetitivo — caso contrário, você poderá ser bloqueado pelos usuários.

Não se esqueça também de utilizar o marketing digital para divulgar sua marca por intermédio de seus atuais clientes. Muitos negócios na internet são impulsionados por meio do volume de seguidores e compartilhamentos de conteúdo: esse tipo de interação funciona como a validação da sua marca por clientes reais e tem muito mais peso para novos clientes do que uma campanha institucional isolada que você possa fazer.

4. Organize seu espaço físico

É muito natural que, depois de estruturar o layout, as lojas não mudem muito seu espaço físico.

No entanto, fazer algumas alterações de tempos em tempos é uma boa forma de renovar o ambiente e oferecer ao cliente a chance de descobrir novas opções que você tem a oferecer — provavelmente você já viu isso em supermercados, por exemplo.

Avalie como está o seu projeto de circulação e fique sempre atento à sua vitrine. Atualmente, os materiais de baixo custo e com apelo à sustentabilidade são bem-vindos por um público mais consciente. Se a sua loja não atende a isso, talvez seja a hora de investir em uma redecoração.

Outra coisa importante para deixar seu espaço mais convidativo é diminuir o número de cartazes, faixas e sinalizações visuais. Avalie o que é realmente importante a ser destacado e não polua visualmente o ambiente. Procure também promover a interação do cliente com os produtos, deixando tudo à mão.

5. Tenha uma linha de opções B

Em tempos de crise, quando o consumidor está com o pé no freio na hora das compras, é preciso adequar as ofertas.

Mas tenha cuidado: se o seu posicionamento de marca já está ajustado de maneira correta ao seu público, não é necessário rebaixá-lo para promover preços menores e aquecer as vendas. Não corra o risco de perder a conexão com seus clientes.

Em vez disso, crie e divulgue uma segunda linha de produtos ou serviços. Esta outra opção seguirá a mesma estrutura de comunicação já adotada pelo seu negócio, mas com itens de compras mais baratos.

Dessa forma, você mantém o posicionamento correto junto ao seu público, mas consegue oferecer opções de compra com um ticket médio mais baixo, evitando desperdiçar as vendas que perderia caso estivesse operando somente da sua maneira tradicional.

É possível, por exemplo, pensar em embalagens menores ou oferecer produtos fracionados em vez de kits fechados. Assim, seu negócio conseguirá atender aos bolsos de clientes mais sensíveis ao momento de mercado.

6. Mantenha sua equipe treinada e ofereça soluções

Sua equipe de vendas precisa ser seu braço direito na hora de converter o público geral em clientes. Afinal, é por meio desses colaboradores que a maioria das dúvidas é tirada e os produtos são demonstrados e experimentados.

A interação entre cliente e vendedor com certeza é um dos pontos altos na hora da decisão de compra. Por isso, além ter uma boa educação e postura, é necessário que seus vendedores saibam muito bem o que estão oferecendo.

Sua equipe precisa estar bem preparada, dominando os principais ingredientes, utilidades, especificidades, prazos de validade, pontos fortes e fracos de cada item, entre outros aspectos relevantes aos seus produtos.

Além disso, é muito importante que todos percebam que o cliente não está em busca de um simples objeto: todo consumidor precisa de uma solução, e a sua equipe de vendas deve estar preparada para ajudá-lo a resolver o problema.

Seguindo essas dicas, você será capaz de oferecer benefícios e atrair mais clientes pelo valor agregado aos seus produtos e serviços. Por isso, treine sua equipe e faça reciclagens periódicas em suas estratégias!

Tem mais alguma dica para conquistar novos clientes ou se já passou por alguma experiência que vale a pena ser dividida? Conte pra gente aqui nos comentários e participe do debate!

Posts Relacionados

Leave a comment