Cartão de visita físico x virtual

“A primeira impressão é a que fica” – é o que todos dizem antes de se conectar com clientes em potencial. Com isso em mente, entregar um cartão de visita profissional depois de uma reunião bem-sucedida, ou até mesmo após uma rápida conversa, sempre foi um sinal de profissionalismo no decorrer dos anos. Contudo, a tecnologia evolui de forma rápida, e hoje existem alternativas para formas de comunicação que antes existiam somente offline. O cartão de visita virtual é uma delas.

De qualquer modo, a dúvida persiste: qual alternativa usar, o tradicional ou o virtual?

Qual o perfil de sua empresa?

Nenhuma ação de comunicação ocorre sem conhecimento de sua própria marca, por isso, às vezes, não é somente a boa intenção que conta. Construir uma imagem de profissionalismo demanda estratégia e planejamento, por isso, conhecer não somente os seus produtos e serviços, mas também o seu público-alvo, é essencial para causar uma ótima primeira impressão.

Qual a sua intenção?

Seria fechar uma venda o mais rápido possível; exibir o seu portfólio para clientes em potencial; divulgar os seus contatos de forma eficiente; ou, quem sabe, divulgar as suas redes sociais?

O ponto positivo dos cartões de visita físicos, com toda certeza, é a praticidade; e, claro, a imagem de profissionalismo. É a ideia do old is new – retirar um cartão bem produzido de sua carteira e entregar nas mãos de seu cliente atrai confiança para a sua marca.

Entretanto, os seus limites estão em seu tamanho. Não há muito espaço para divulgação de serviços, múltiplas formas de contato, nem avaliações ou case studies, dependendo de seu negócio. É aí que os cartões de visita virtuais entram em cena.

Divulgar não somente os seus produtos, mas exibir links para as suas redes sociais, depoimentos, website, são os pontos mais fortes dos cartões de visita virtuais. Porém, podem se perder facilmente, pois não estarão em seu bolso. Apesar da forte presença digital, não há a sensação física de sua marca.

O que colocar no cartão de visita?

Seja no físico ou virtual, aquela dúvida persiste: quais informações colocar no cartão de visita? Cotidianamente somos desafiados a fazer mais com menos, por isso que atitudes como inserir três ou até mais números de contato podem sabotar o planejamento inicial. No máximo dois números de telefone - um para fixo e outro para Whatsapp - são as atitudes mais recomendadas que unem a praticidade com a estética.

Mas por que parar aí? No caso de cartões físicos, um código QR (do inglês Quick Response, ou “Resposta Rápida”) são muito úteis para unir o virtual com o físico. Em vez de incluir um endereço online para Orçamentos, por exemplo, um QR que linka para essa mesma página pode ser uma porta de possibilidades para melhorar a experiência do usuário e converter clientes em potencial para a sua empresa.

Como decidir qual utilizar?

Sabemos que existem muitas variáveis a serem consideradas nessa decisão, e nem sempre dispomos do tempo necessário para considerar todos os pontos-chave. É por isso que a Boa Imagem é a escolha certa para a imagem de sua empresa.

Entre em contato com o nosso time de atendimento para definirmos as melhores estratégias para a sua marca. Vamos crescer juntos!

Clique aqui para entrar em contato

Comentários