marketing político, marketing eleitoral, estratégia, marketing estratégico, marketing

A frase, “a primeira impressão é a que fica”, faz todo sentido quando o assunto é política. O motivo é claro: como seus eleitores saberão de suas propostas se não há uma comunicação que passe a imagem desejada?

A resolução do problema de comunicação se dá com o uso de várias ferramentas, como o Marketing Político e Eleitoral, que você verá mais adiante, porém, o que move a campanha eleitoral e política é o fator Estratégia.

E por conseguinte, para uma boa estratégia, é necessária uma ótima equipe.

Grandes políticos precisam de uma grande equipe de Marketing Político e Eleitoral

Você com certeza, dificilmente ouviu falar nos nomes: Nizan Guanaes, Paulo Tarso Santos e João Santana. Mas com certeza sabe de quem se trata: Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff, Anthony Garotinho, Fernando Henrique Collor. Os primeiros nomes citados são dos marqueteiros responsáveis pelas campanhas que elegeram estes políticos. Comunicação e Marketing é essencial!

A vitória depende de escolhas, diz respeito a qual estratégia será usada, qual o tom de campanha, a equipe que vai assessorar e tantos outros aspectos.

O primeiro passo é escolher a melhor equipe. A Boa Imagem atua há 8 anos em Brasília. Com a visão 360° graus, sabemos qual a melhor estratégia e quais os melhores canais para a sua campanha política ou eleitoral.

A seguir, você entenderá quais as vantagens, desvantagens e diferenças do Marketing Político e do Marketing Eleitoral.

 

Marketing Político x Marketing Eleitoral

A primeiro momento, os conceitos podem se confundir, porém, a diferença entre os dois termos é clara:

  • Marketing Político – Trata-se de uma estratégia pensada a longo prazo. Pode ser pensada tanto antes de lançar a candidatura, quanto após a vitória. Constitui uma importante ferramenta para gerir a imagem do político.

 

  • Marketing Eleitoral – Consiste em uma campanha breve, com o intuito apenas de construir a imagem do candidato para que este alcance a vitória nas eleições em que está disputando.

 

Marketing Político – Consolidação de Marca

A maior vantagem dessa modalidade de Marketing é, sem dúvida, a solidez que pode gerar ao candidato. Ao construir uma estratégia pensada a longo prazo, é possível pensar em todos os aspectos possíveis.

As ações e comportamentos pensados, irão compor uma imagem positiva do candidato e diferenciá-lo dos demais, aumentando as chances de se eleger e prevendo as possíveis investidas da oposição.

Além disso, é possível construir com calma a imagem do candidato, tais como: estilo jovial ou conservador, melhor vestimenta, tipo de discurso, quais as causas ideais para apoiar, promessas de campanha, conhecimento do perfil de eleitor, encomenda de pesquisas de público, participação em eventos e demais ações.

As desvantagens do Marketing Político consiste no tempo necessário para montar e colocar em prática toda a estratégia, a verba necessária para manter a equipe e o investimento em meios de comunicação, sejam eles online ou offline.

 

Marketing Eleitoral – Foco na Conversão

Esta estratégia tem prazo determinado e objetivo claro: a vitória na eleição. Dessa forma, a campanha tem dia para começar e para terminar, além disso, a verba disponível não permite grandes investimentos por parte do candidato, estas são as desvantagens.

A vantagem do Marketing Eleitoral consiste na pontualidade do processo. A estratégia pensada, precisa cumprir o único objetivo, levar o candidato a vitória e não em traçar/acompanhar todo o caminho do político, como é o caso do Marketing Político.

Com a verba em mãos é possível escolher quais os canais essenciais para o sucesso da comunicação e já analisar a aceitação ou aprovação do público através das pesquisas de intenções de votos.

 

Visão estratégica | O case de sucesso Barack Obama

O primeiro presidente negro dos Estados Unidos teve destaque não só pela cor, mas também pela estratégia ousada de Marketing Eleitoral Digital. A campanha foi na contra-mão dos concorrentes e concentrou seus esforços no público certo. Dessa forma, além de conseguir o apoio popular, Obama conseguiu doações para sua campanha.

Mas qual o segredo do sucesso de Obama? A estratégia.

Barack Obama e sua equipe perceberam que o seu público era conectado e engajado, sendo assim, focaram nos principais canais de comunicação. A estratégia de Marketing Eleitoral do candidato a presidência incluía:

  • Site bem estruturado e com botões de ação;
  • Landing pages para conversão em doação;
  • Envio de e-mail marketing para os contatos;
  • Presença forte nas redes sociais.

 

O resultado da campanha foi um sucesso, garantindo a vitória a presidência. E, mais tarde, a reeleição do presidente.

O sucesso da campanha presidencial teve como ferramentas a simpatia, a popularidade de Obama e a sua equipe de Marketing e Comunicação. Você também pode ter ótimos resultados com a nossa agência!

 

Você precisa de uma estratégia completa!

Para alcançar o resultado desejado, é preciso ter uma equipe que alie estratégia e execução, com maestria. Tanto o Marketing Eleitoral, quanto o Marketing Político, necessitam de estratégias que integrem as mídias offline e online. Conte com a Boa Imagem!

Com a nossa agência você garante:

  • Estratégia de Marketing – Identificação do Público.

 

  • Marketing Digital – Gerenciamento de Redes Sociais, Layout e Programação de Site, E-mail Marketing.

 

  • Marketing Offline – Material Gráfico Impresso.

 

  • Audiovisual – Fotografia, Produção de Vídeo, Animação, Ilustração.

 

Somos uma agência preocupada com o sucesso da sua campanha. Temos um time completo, pronto para te ajudar a alcançar a vitória. Contate-nos já!